segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Como armazenar os alimentos para uma maior duração?




Olá amados!

A dica de hoje é a continuação do post anterior que postei aqui no blog, de como higienizar os alimentos

Hoje vou falar de como podemos armazenar nossos alimentos da melhor forma, para que eles durem mais e mantenham sua vitalidade.

Primeiramente, é importante falar que nem todos os alimentos devem ir para a geladeira logo depois que compramos, sabe porquê? Porque muitos deles são comprados verdes (não maduros) e precisam desse tempo fora da geladeira para amadurecer e se tornar perfeito para ser consumido - gerando assim uma excelente digestão e assimilação dos nutrientes.

Muitas frutas devem ser deixadas de fora até atingirem sua maturação, só devendo ser condicionadas na geladeira se estiverem maduras demais e não forem ser consumidas logo, ou que já estão previamente cortadas.

Outras frutas como as cítricas laranja, tangerina, lima, limão depois que estão maduras, devem ser com certeza armazenadas na geladeira para durarem mais (coloque-as na gaveta mais baixa da geladeira). Alguns vegetais (ou frutos não doces) como abobrinha, beringela, pimentão, tomate devem ser SEMPRE deixados de fora da geladeira até amadurecerem o suficiente. Outros como as raízes e tubérculos, quando frescos, podem ser armazenados em sacos bem fechados na geladeira para durarem mais.

ORGANIZAÇÃO NA GELADEIRA

A organização dos alimentos dentro da geladeira é muito importante para sua conservação. Certos alimentos precisam de temperatura mais fria do que outros, daí a importância de armazená-los corretamente dentro da geladeira. 

É importante também lembrar que se quiser facilitar seu dia a dia, lave somente as folhas verdes, seque muito bem, e armazene em sacos transparentes tipo zip-locks, armazenando-as na prateleira mais baixa da geladeira.




Já outros vegetais e frutas, não devem ser lavados e levados à geladeira, pois aumentam sua umidade podendo acelerar seu processo de deteriorização. Guarde-os em sacos bem fechados (pode usar o zip lock também) e mantenha-os nas partes do meio da geladeira ou na útlima gaveta (nunca em cima ou nas prateleiras da porta).

Leites vegetais, queijos vegetais (ou de origem animal) devem ser armazenados na parte superior e mais alta da geladeira. Lembre-se que leites e queijos vegetais duram no máximo 3-4 dias. Lembre-se sempre de cheirar os alimentos antes de consumí-los para ver se não estão estragados. Como o frio inibe o cheiro, é importante tirar um tempo antes e verificar.

OUTRAS DICAS!
  • Utilize recipientes de vidro com tampas - isso é muito importante! Recipientes de plástico (principalmente se vão para o microondas), vão liberando tóxicos nos alimentos, e isso gera intoxicação a longo prazo;
  • Evite deixar a porta da geladeira aberta, fique de olho na borracha;
  • Verifique a temperatura do refrigerador que deverá está marcando 4,5°C ou menos e congelamento -18°C ou menos;
  • Não deixe os alimentos abertos na geladeira. Guarde os alimentos em recipientes fechados ou cubra com papel filme;
  • Para quem come ovos, eles não devem ficar na porta da geladeira, pois sofrem constante choque térmico favorecendo a contaminação, o ideal é que fique nas prateleiras intermediárias em recipiente com tampa;
  • Nunca forre as prateleiras da geladeira com plásticos ou toalhas, pois isso dificulta a circulação do ar frio, prejudicando o bom funcionamento do aparelho. Espero que essas dicas tenham sido úteis! Deixe seu comentário ou dúvida embaixo do vídeo. Beijo grande!
Espero que essas dicas tenham sido úteis! 


Beijos beijos!!! 


Malu

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Como higienizar os alimentos? (de forma natural e saudável)




Olá queridos!!! 

Muitas pessoas são muito preocupadas com a questão da higienização dos alimentos, o que de fato é importante, principalmente porque não plantamos mais nosso alimento e não sabemos por onde ele já passou. 

E outras ainda ficam preocupadas em higienizar para tirar o agrotóxico. Ledo engano. Não acredite que você conseguirá tirar o agrotóxico do alimento deixando ele em alguma solução química. 

Sabe por quê?

Segundo Conceição Trucom (química, cientista e palestrante de alimentação natural): 

Os agrotóxicos uma vez usados durante o cultivo dos alimentos de cultura extensiva ou convencional passam a fazer parte, de forma sistêmica, de todas as partes daquela planta. Ou seja, engana-se quem pensa que lavar, esfregar ou deixar de molho em algum produto, irá zerar a presença original de agrotóxicos.
Isso não existe: não é possível.
É claro que certas partes daquela planta podem estar MAIS contaminadas de forma residual (o não respeito do tempo que se deve esperar entre a aplicação do agrotóxico e a colheita do alimento por exemplo), como as cascas e sementes. Mas, mesmo em menores concentrações que nestas partes, todo o alimento está contaminado." 

Entenderam? E essa informação é muito importante!! Por isso que é tão importante darmos valor para os alimentos orgânicos vindos de cultivos confiáveis. A gente tem que começar a entender que toda essa química, remédios etc, penetram no solo, penetram no interior dos alimentos e tudo o que é vivo. Não importa só limpar o externo, é preciso mudar a forma como lidamos com o interno, aquele que nasce e cresce. Podemos até fazer uma comparação com nós seres humanos, que precisamos cuidar do nosso interior, pois o que salta aos olhos no exterior é pura consequência de como nos tratamos de dentro pra fora ;) 

Por isso meu intuito com este post é esclarecer que métodos difundidos por aí acabam sendo mais nocivos do que nos protegendo realmente, e, claro eu também vou dar a solução natural e saudável, além de barata e prática ;) 

Então, qual a melhor forma de higienizarmos nossos alimentos?  

Nesses nossos tempos modernos, onde praticamente todos os nossos alimentos vem de fora (de outros lugares, agriculturas tradicionais ou orgânicas, CEASAs, etc.), e não da nossa horta caseira, a higienização se faz necessária para cuidado da nossa saúde. 

Porém, higienizar é totalmente diferente de assepsia - que é a brutal limpeza feita com soluções fortes como: hipoclorito (água sanitária), água oxigenada e iodo. Todas essas soluções quando ficam de molho com os alimentos, acabam sendo absorvidos de alguma forma e ficam resquícios na sua parte externa, sendo depois consumidos por nós. 

Todas essas práticas citadas acima que são nocivas só deveriam ser feitas em casos mais extremos como contaminação da água, de alimentos, epidemias, ou falta de higiene básica. Não no nosso dia a dia dentro de nossas casas, porque essas substâncias vão enfraquecendo nosso sistema imunológico aos poucos, minando nossa microbiota natural, e abrindo espaço para doenças! 

Além desses citados que são bem fortes, ainda se usam o vinagre e o bicarbonato para higienizar os alimentos. Tanto um quanto o outro não tem realmente eficácia comprovada de ser um bactericida. Então nem vale a pena. 

 

A solução


bom mesmo, tanto para a nossa saúde diária, quanto para o nosso planeta (pois seus resíduos são 100% biodegradáveis) é o tal do LIMÃO. Sim, esse alimento maravilhoso é muito mais eficaz como bactericida natural para higienizarmos nossos alimentos. E o bom de tudo é que você utiliza ele integralmente: suco, polpa e casca! 

No vídeo abaixo eu ensino como você pode higienizar com limão. 




É muito mais eficaz, barato, sustentável, prático (pois você encontra limão com facilidade) e faz um bem danado para nossa saúde. 
Experimente e comprove! Eu já utilizo essa técnica há um bom tempo. 

A receita básica é: 

Para 1 litro de água, corte 1 limão inteiro em 4 partes, exprema seu suco, e acrescente à bacia com água e suco de limão as partes cortadas com polpa e casca. 

Para alimentos mais delicados, deixe agir por 5 minutos.

Para alimentos mais resistente, deixe agir por 10-15 minutos. 


Simples assim! 

Espero que seja uma boa dica pra você! 


Até a próxima!

Malu


OBS: Se você quiser aprofundar mais essa pesquisa, recomendo ler o post "Higiene é diferente de Assepsia" neste LINK do site Doce Limão.


Se inscreva no site!
www.alimentacaointeligente.com.br

Curta no Facebook! 

www.facebook.com/alimentacaointeligente 
www.facebook.com/malupaesleme

Me Siga no Instagram!

@malupaesleme

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Como resolver a prisão de ventre? Dica essencial!


     5 atitudes para acabar com a prisão de ventre





Olá queridos!

Hoje vou falar de um assunto que muita gente tem vergonha de falar, mas que faz - infelizmente - parte da vida de muitas pessoas. Eu, inclusive, já fui uma pessoa com problemas de prisão de ventre durante anos!! E como eu sofri!

E neste post vou falar dos pontos que me fizeram eliminar este grande problema na minha vida e que pode, com certeza, fazer você também acabar com isso de vez e ter uma vida maravilhosa! :) Só que um em especial será o meu tema principal. 

Nos tempos modernos (e muito por aqui pelo Ocidente) a nossa forma de encarar a eliminação de resíduos pelo nosso corpo está muito desconectada. Nós bloqueamos todas as formas de eliminação por pura falta de conexão com o nosso próprio corpo e por falta de orientação. Seja através de produtos que colocamos na pele, que consumimos através dos alimentos, que travamos emocionalmente etc., estamos sempre bloqueando nosso sistema perfeito de eliminação.

Se você quiser complementar sua leitura, recomendo depois de ler este post, ler também outro post que fiz aqui no blog sobre o sistema linfático AQUI.

Mas, como o tema hoje é o bloqueio do famoso número 2, vamos à ele:

ELIMINAÇÃO TRAVADA

O fato é que TODO MUNDO TEM QUE IR AO BANHEIRO FAZER CÔCÔ, soltar pum, fazer xixi etc., pois isso são formas super inteligentes do nosso corpo eliminar o que não precisamos mais. Se nós prendemos esses resíduos dentro do nosso corpo durante dias, o que acontecerá é um acúmulo que poderá trazer muito malefícios a longo prazo, como doenças sérias. 

Segundo o Dr. Drauzio Varella: "A prisão de ventre pode, ainda, estar associada a doenças do cólon e do reto, como diverticulose, hemorroidas, fissuras anais e câncer colorretal. (...) 

E os sintomas básicos são: 


1) número reduzido de evacuações.

2) dificuldade para eliminar as fezes que se apresentam ressecadas, muito duras e pouco volumosas
3) sensação de esvaziamento incompleto dos intestinos.
No entanto, esses não são os únicos sintomas. Desconforto, distensão e inchaço abdominal, mal-estar, gases e distúrbios digestivos são manifestações  que também podem estar correlacionadas com a prisão de ventre." 

Quer dizer, não ir ao banheiro diariamente pelo menos 1 vez ao dia (no mínimo) não é normal, não ajuda em nada o corpo a funcionar bem e ainda gera mal estar. O corpo precisa eliminar os resíduos para ficar leve e dar espaço para outros alimentos/bebidas entrarem e nos nutrirem fechando e abrindo o ciclo. 

AS CAUSAS


As causas mais comuns são:

- dieta pobre em fibras,
- beber pouca água e líquidos no dia a dia,
- não praticar atividade física diariamente (principalmente as aeróbicas),
- não respeitar a vontade quando vem de ir no banheiro devido a uma série de fatores (estar fora de casa, viajando, numa reunião etc.),
- travar emoções (pois nosso intestino esta totalmente relacionado ao nosso emocional),
- e principalmente evacuar nos vasos sanitários ocidentais como os que você conhece bem (esse mesmo da sua casa). 

Pois bem, as quatro coisas que resolveram drasticamente o meu problema foram:

- Melhorar a minha alimentação totalmente: introdução de muitos alimentos ricos em fibras, integrais, muitas frutas MADURAS (pois as verdes como a banana podem travar o intestino, mas ela bem madurinha não trava não), verduras e vegetais (frescos), ao mesmo tempo que eliminei alimentos refinados e alimentos com glúten no meu dia a dia (sendo consumidos somente esporadicamente)

- Praticar muita atividade física diariamente, pois os movimentos peristálticos são acionados bastante durante a prática de exercícios. Caminhadas, corridas, pular, Ioga etc., ajudam muito esse movimento ser acionado.

- Melhorei a forma como lido com a minha vida, minhas emoções e reações perante tudo e todos. Trabalhar o emocional é parte super importante e fundamental para deixar o corpo FLUIR em tudo, principalmente na eliminação das fezes.

- E eu descobri como realmente ir ao banheiro para fazer o número 2! De cócoras! E é desse tema especial que quero falar hoje. 


A SOLUÇÃO 

Acredite ou não, o vaso sanitário padrão que você encontra em todos os banheiros, inclusive o da sua casa não é a melhor forma de evacuar. Na verdade, a forma mais natural para o corpo é a posição de cócoras. Antes da invenção da água encanada, a maioria da população mundial usava a posição de cócoras para evacuar. Até hoje, em alguns países da Ásia, África e Europa, a população usa o sanitário em posição de cócoras, mesmo dentro de casa, pois sabem que é mais saudável. Bêbês inclusive sabem disso e quando querem evacuar (quando já estão começando a andar), ficam de cócoras para ser perfeita essa eliminação :) 

A posição sentada (no vaso sanitário tradicional) coloca pressão no reto e não permite que as fezes se movam com facilidade. Quando sentado, você normalmente precisa fazer força para completar a eliminação das fezes, e isto pode causar hemorroidas, hérnias, além de machucar o reto e o ânus. Quando você está de cócoras o reto é esticado, o que ajuda as fezes a saírem mais facilmente. Isto também assegura que todas as fezes sejam eliminadas do seu corpo, ao invés de deixar sobras, como acontece com frequência quando você está sentado. Isto também garante que as toxinas e bactérias sejam eliminadas, não correndo o risco de ficarem no intestino e serem reabsorvidas pelo organismo.


Ok, Malu, mas como vou fazer para ir ao banheiro da minha casa e todos os outros que encontro por aí de cócoras?


Pois é, eu me fiz a mesma pergunta! E aí, um dia recebi esse vídeo abaixo que me fez resolver muito essa questão! Principalmente na minha casa que é onde eu mais vou ao banheiro.



Squatty Potty-Toilet Stool- Educational video from Judy Edwards on Vimeo.



Os benefícios da evacuação de cócoras


Depois que entendi a questão, resolvi ir atrás da solução pra mim aqui em casa, e peguei um banquinho que tava sendo deixado de lado, e resolvi pintar ele e transformar esse momento de eliminação tão importante em uma coisa mais graciosa, que eu chamo de Cócoras Urbana :)






Claro que não é sempre que tenho meu banquinho comigo, e por isso tento sempre encontrar outras formas no lugar onde eu for, que pode ser colocar uma mochila/mala cheia embaixo do vaso (dependendo se está limpo o banheiro), colocar os pés em cima do lixo, e até mesmo subir no vaso na posição de cócoras (sendo que isso é bem perigoso e precisa ter atenção pois o vaso pode rachar, estar solto etc. Por isso, sempre avalio bem essa opção somente fazendo-a se for realmente seguro). 

E é isso. Criatividade para encontrar soluções para nosso dia a dia de eliminações! O que importa é deixar sair, e deixar sair BEM, de forma natural e flúida. 

Lembrando que os outros fatores de alimentação, hidratação, exercícios, trabalhar o emocional também são fundamentais para deixarmos sair. 

Compartilhe essa informação por aí! 

Beijos, e até a próxima!

Malu



Referências:
http://drauziovarella.com.br/letras/p/prisao-de-ventreconstipacao-intestinal/
http://www.squattypotty.com




Se inscreva no site!
www.alimentacaointeligente.com.br

Curta no Facebook! 

www.facebook.com/alimentacaointeligente 
www.facebook.com/malupaesleme

Me Siga no Instagram!

@malupaesleme

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Vídeo Suco Verde Integral de Inverno!

Olá meus queridos visitantes!

Semana passada divulguei em primeira mão para os contatos da minha lista de emails meu novo vídeo de como preparar um suco verde integral. 

Se você ainda não se inscreveu no meu site, não deixe pra depois! Entra lá: www.alimentacaointeligente.com.br e fique sempre sabendo em primeira mão das minhas novidades, receitas, dicas e lançamentos ;) 




SUCO VERDE INTEGRAL?


Mas, Malu, me explica melhor o que é isso de Suco Verde Integral?

Bom, o Suco Verde Integral é um suco que leva folhas verdes tenras junto de frutas maduras e outros complementos que vou falar mais adiante, mas não precisa ser coado. Olha que coisa boa! Para fazer este suco, você precisa utilizar frutas mais líquidas (ricas em água) como: suco de laranja, suco de tangerina, abacaxi, melão, melancia… E sempre folhas tenras, como espinafre, alface, acelga, salsinha… 

Só uma observação a ser feita: tanto o suco de laranja quanto os sucos ricos em vitamina C como os citados acima devem ser tomados com parcimônia, pois podem vir perder muito da sua vitamina C no processo de liquidificação que acaba gerando uma oxidação. O bom mesmo é tomar na hora - sempre!

Por aqui pelo blog, já falei algumas vezes sobre a Vitamina Verde Integral que é semelhante ao suco, porém é mais encorpada e cremosa do que o suco verde integral.

Gosto muito dessas duas formas de preparar suco verde, pois elas são bem práticas para o dia a dia, são super saborosas, fazem com que a gente consiga acrescentar bastante folha verde, são bem assimiláveis pelo nosso organismo, pois já são pré-liquidificadas, e são extremamente nutritivas! Claro que comer a fruta inteira é maravilhoso e até mais recomendável, porém o suco ou vitamina verde consegue suprir várias necessidades de forma fácil, simples e saborosa para não ter desculpa depois de não "conseguir" comer mais frutas e verduras :) 





O legal desse suco do vídeo que fiz é que ele é um suco que é mais líquido, pois utilizo o suco de laranja, e ele mantém as fibras das folhas (no caso do espinafre que foi a folha tenra que eu usei). E gente, nesta época que vivemos de industrializados, refinados e fast food, nada como poder tomar um suco verde INTEGRAL com todas as fibras que precisamos para o bom funcionamento do nosso organismo ;) Nada contra os sucos verdes coados (como o suco da luz do sol), mas esse suco aí do vídeo é realmente especial em todos os sentidos :) 

Se você tem algum problema com espinafre ou já ouviu muito falarem mal dele, dá uma lida no meu post sobre os mitos do espinafre por AQUI.

Além da laranja e do espinafre, ainda utilizo gengibre para dar um toque especial, além de "esquentar" o suco um pouco mais nesse princípio de inverno. Como o gengibre, outros complementos são super bem vindos, como hortelã; erva cidreira; manjericão; frutas vermelhas congeladas (amora, morango, mirtilo); pitadas de canela; 1 colher de manteiga de coco ou de outra manteiga vegana (amêndoa, castanha etc). Experimente pelo menos um ou outro nos sucos para sentir o up que dá.   

Por hoje é isso. Aproveitem para experimentar esse suco delicioso e façam suas criações! 


Beijos Beijos,

Malu


Se inscreva no site!
www.alimentacaointeligente.com.br

Curta no Facebook! 

www.facebook.com/alimentacaointeligente 
www.facebook.com/malupaesleme

Me Siga no Instagram!

@malupaesleme